21/11/2011

Popular destino da Indonésia, Bali tem praias paradisíacas e roteiros culturais

Considerado um dos cartões-postais mais populares do mundo, Bali, na Indonésia, tem tudo aquilo que se espera encontrar em um destino turístico de fama internacional: praias paradisíacas, rotas culturais para todos os gostos e uma diversificada vida noturna. Mas a maior vantagem desta ilha de quase 4 milhões de habitantes é que ela guarda espaço para turistas de todos os bolsos. De mochileiros e surfistas a visitantes de luxo, todos podem – e devem – conhecer algum dia um dos destinos mais concorridos do sudeste asiático.

Embora Bali seja vista no exterior como uma espécie de embaixadora da Indonésia, há muitas diferenças entre o povo dessa ilha e o restante do país, que representa a maior nação muçulmana do planeta. Como mais de 90% dos balineses são hinduístas, a religião acaba se tornando o principal divisor de águas entre a capital indonésia, Jacarta, e os nativos da província. Essa característica, aliás, faz-se presente a todo momento na ilha, com pilhas de oferendas espalhadas pelas ruas (trocadas três vezes por dia, no horário das refeições), e incensos acesos por todo lugar.

Mesmo sustentando boa parte de seus habitantes com as plantações de arroz, café e outras culturas agrícolas, cerca de 80% da economia local é movimentada pelo turismo. E a sensação que se tem ao estar por lá é mesmo a de que tudo gira em torno dos visitantes. Dos insistentes vendedores de artesanato às legiões de massagistas que se espalham pelas praias, é difícil se desvencilhar do papel de centro das atenções. Não é à toa que o inglês é o terceiro idioma mais falado pelos nativos, depois do balinês e do indonésio. Mas tenha certeza que aprender algumas expressões na língua local vai garantir pontos extras ao lado dos simpáticos balineses, visto que o idioma deles é pouco difundido até entre os indonésios.

E apesar do susto com os ataques terroristas de 2002 e 2005, quando mais de 200 estrangeiros foram mortos nas regiões de Kuta e Jimbaran Bay por ataques de homens-bomba, Bali continua exercendo uma forte atração sobre os estrangeiros. Somente no ano passado, cerca de 5,7 mil turistas visitaram a província por dia, segundo a Agência Central de Estatísticas (BPS, na sigla em inglês). O movimento é similar a destinos populares entre os brasileiros, como Orlando e Miami.




Droga é a pior infração 

Os índices de criminalidade na ilha não se equiparam aos de grandes cidades brasileiras como Recife, Rio de Janeiro ou São Paulo, mas é preciso ficar alerta para não cair em golpes ou desrespeitar as rigorosas leis da Indonésia. Consumir drogas é a pior infração que um turista pode cometer, já que o ato é crime passível de pena de morte. O aviso está estampado em todos os cantos.

Apesar da seriedade com a qual a Indonésia trata o assunto, basta circular pelos polos de diversão noturna de Bali para ser abordado por traficantes oferecendo haxixe, maconha e outras substâncias entorpecentes. Há ainda os famosos cogumelos mágicos.

Cuidados com a bagagem após o desembarque. No portão de saída do aeroporto é comum ser surpreendido por homens fardados que passam-se por funcionários do Ngurah Rai e encarregam-se de levar a sua mala, mas na verdade são pessoas comuns em busca de gorjeta.

Na hora de trocar seu dinheiro por rúpias indonésias, mais uma vez é necessário ficar atento. Em áreas onde a movimentação de estrangeiros é intensa, como na região de Kuta, é comum encontrar casas de câmbio que ostentam preços abaixo das cotações de mercado, mas tudo não passa de um golpe para enganar turistas.



Visto sai na hora 

Embora seja necessário obter um visto para visitar Bali, a emissão do documento é rápida e prática, pois é realizada no próprio aeroporto e não exige que o turista apresente imigração ou outros documentos além do passaporte. As autoridades responsáveis trabalham em período integral.
Quem pretende ficar até seis dias na ilha deve pagar uma taxa de US$ 10 ou US$ 25 no caso de viagens de sete dias a um mês. O turista é obrigado a pagar uma taxa de saída, um “pedágio” para deixar o local. Poderá usar as rúpias indonésias ou moedas estrangeiras, como o euro.

O Aeroporto Internacional de Ngurah Rai (www.ngurahai-airport.co.id) é o único em Bali e o segundo maior da Indonésia, com uma média de 10 milhões de passageiros por ano. Como não há voos diretos do Brasil, uma das formas mais comuns de se chegar até a ilha é fazendo conexões em países como Taiwan, Cingapura, Hong Kong e Malásia. Duas companhias que operam voos para Bali são a Korean Air e a holandesa KLM, com saídas de Guarulhos (SP).




Aprenda a pechinchar 

O comércio informal de artesanatos, roupas de moda praia e artigos de decoração, seja nas feiras livres ou praticado por ambulantes, é o forte da ilha de Bali. Mas quem trata as compras como prioridade no roteiro de viagem deve se preparar para cumprir um dos principais rituais do lugar: a hora da pechincha. Afinal, tenha certeza que o que lhe foi oferecido custa, no mínimo, 50% do valor inicialmente cobrado pelo vendedor.

O hábito de pechinchar tão comum entre os balineses pode ser estendido a prestadores de serviço, como taxistas e gerentes de pousadas. Hotéis cumprem tabelas de preços para as diárias, mas as hospedarias de menor porte são mais flexíveis e normalmente concordam em conceder descontos quando há vagas disponíveis.

Para quem deseja economizar na estadia, o ideal é reservar apenas uma ou duas noites em um hotel maior (que servirá no momento de preencher os formulários na imigração) e depois, com as malas já em segurança, explorar a ilha em busca de opções mais baratas. No sul de Bali, em áreas como Kuta e Legian, é possível conseguir um quarto para casal com ar-condicionado, chuveiro elétrico e café da manhã por menos de US$ 50.

Voltando ao roteiro das compras, a dica é aproveitar para visitar as pontas de estoque de marcas de surf famosas, como Billabong, Quicksilver e Roxy. Elas são facilmente encontradas em cidades como Tanah Lot, mais afastadas das regiões onde há grande concentração de hotéis, e oferecem roupas com até 70% de desconto. Já o caminho para a cidade de Ubud, considerada o centro cultural de Bali, é indicado para quem está interessado em artigos de prata e ouro (disponíveis na cidade de Celuk, por exemplo) ou em adquirir peças de arte e design por preços mais acessíveis.




Vai de moto ou a pé? 

Andar pelas ruas de Bali é como se sentir numa dessas cidades do interior do Brasil, onde a motocicleta é o principal meio de transporte. Alugar uma delas custa pouco (a diária sai por menos de US$ 10, com o combustível incluso), mas se prepare para enfrentar um intenso tráfego na ilha.
Até quem não tem habilitação apropriada pode tirar uma licença temporária para turistas, a SIM Turis License. O documento é emitido em cerca de dez minutos pelo departamento do governo responsável, na capital Denpasar. Para consegui-la, é necessário apresentar uma cópia do passaporte, da carteira de habilitação brasileira e uma foto. Informe-se sobre o procedimento nas lojas de aluguel de veículos ou aeroporto.

Mas se você não é do tipo que aguenta andar em meio ao congestionamento sob duas rodas, o melhor mesmo é cumprir curtas distâncias a pé ou de táxi – ônibus são praticamente inexistentes.

Lembre-se apenas de negociar o preço da corrida antes, pois a maioria dos motoristas não aceita usar o taxímetro com turistas.

Para percorrer as praias mais distantes, a melhor pedida é alugar um carro com motorista. É uma opção segura, cômoda e barata: passeios longos, que duram mais de dez horas custam cerca de US$ 50, independentemente do número de passageiros no veículo (limite são quatro pessoas).
Outra dica: antes de viajar, pergunte ao hotel onde vai ficar se o estabelecimento dispõe de transporte para buscar os hóspedes no aeroporto.




Onde ir?


Kuta 
Para quem procura agitação de dia ou noite, facilidade para se locomover e quer fazer uma viagem de baixo custo, Kuta é o lugar ideal. A área mais comercial e populosa de Bali possui uma extensa rede hoteleira e pousadas, restaurantes e lojas, que se amontoam em ruas estreitas e denunciam o crescimento acelerado do turismo na região. Também é lá que ficam as ruas Poppies Gang I e II, o maior polo de entretenimento da ilha. Justamente por concentrar grande oferta de serviços e preços mais acessíveis, este acaba sendo o lugar preferido dos mochileiros e dos turistas mais jovens, na faixa dos 20 anos. A praia também é uma das mais frequentadas por quem deseja fazer aulas de surf em Bali, apesar de o lugar não fazer parte da lista de points dos surfistas profissionais. A dica é não deixar de conferir o famoso pôr-do-sol em Kuta.


Nusa Dua

Quem vai a Bali para fazer turismo de luxo, definitivamente, deve ir para este lugar, pois é lá que estão encravados os maiores resorts da ilha. Nusa Dua também se destaca pela grande oferta de esportes aquáticos, como parasailing, mergulho, banana boat e snorkeling.

Legian

Localizada entre Kuta e Seminyak, essa área costuma ser vista como uma extensão de Kuta. Também oferece preços acessíveis de hospedagem e demais serviços, com a vantagem de não ficar tão cheia de turistas. Para quem procura tranquilidade mas está com o orçamento apertado, esse pode ser um importante diferencial.

Seminyak

Situada a 20 minutos do aeroporto, Seminyak, ao norte da ilha, destaca-se como uma região próspera, onde estão concentrados bares e restaurantes de design arrojado, principalmente nas imediações da rua Jalan Dhyana Pura. Para aqueles que procuram um meio termo para se hospedar – ou seja, nada igual aos albergues de mochileiros ou equivalente aos resorts de Nusa Dua, tem aqui uma boa opção para se ficar em Bali, pois o local é perfeito para quem quer fugir da agitação das ruas de Kuta sem abrir mão da boa localização.

Canggu

Essa praia de areia escura é uma das preferidas dos surfistas, mas também costuma atrair quem está apenas atrás de sossego. Se a ideia é relaxar, a pedida é visitar Canggu no começo da tarde para almoçar ou tomar um café em um dos restaurantes da orla. Um dos maiores da região é o Beach House, que tem um amplo terraço e oferece um bufê de comidas típicas na hora do jantar. Entre os pratos mais pedidos da casa estão o raja nasi goreng, uma mistura de arroz, ovo frito, frango, camarão e vegetais.

Dreamland, Uluwatu e Jimbaran Bay

Como nem todo mundo dispõe de tempo para explorar a ilha, as agências de turismo de Bali costumam combinar os passeios pela proximidade dos destinos. Uma opção é combinar os passeios e visitar em um só dia a praia de Dreamland, o templo de Uluwatu e a baía de Jimbaran – manhã, tarde e noite. Reserve um dia para visitar a praia de Dreamland (terra do sonho, em tradução livre), uma praia de areia branca e águas claras que é parada obrigatória para os estrangeiros. Em seguida, depois do almoço, vá para Uluwatu. É lá que o visitante encontrará uma das principais atrações do arquipélago, o templo de Uluwatu.

A reserva é um santuário de macacos e oferece uma vista imperdível da ilha. Só tome cuidado com os habitantes nativos. Os macaquinhos se sentem atraídos por qualquer objeto que brilhe ao sol.

Visitar um lugar como este, deve ser no mínimo, inexplicável. Água praticamente transparente, areia fininha, e uma vista de encher os olhos é o desejo de muitas pessoas (como eu).
E vocês, o que acharam de Bali?
Tenham uma ótima segunda-feira!


20 comentários:

  1. Hum que lindo hein adorei

    Beijo
    http://marifriend.blogspot.com/
    @Storieandadvic

    ResponderExcluir
  2. Olá Meninas, que blog delicioso. Alem de ótimo conteúdo é muito bem escrito. Ja fiz um tour por aqui e adorei. Parabens!!!
    Ja estou seguindo e muito obrigada pela visita.
    bjs
    Lila

    ResponderExcluir
  3. Essas praias devem ser lindas! *-*
    Obrigada pela visita, e é claro que vou seguir aqui, adorei o blog. Parabéns!
    Beijos, beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi lindonas, é claro que vou seguir vcs e espero que me sigam de volta né?!

    lindas, me adicionem tbm no msn ursulapinkwomansw@hotmail.com

    www.pinkwomanfashion.com

    ResponderExcluir
  5. Thaís,

    Uma viagem como essa deve ser muito enriquecedora em questão cultural tbm...
    Adorei o post!

    Bjs flor!

    ResponderExcluir
  6. Legal o blog bem interessante,parabéns.
    Aproveite e faça uma visitinha lá no BLOG MEU ESTILO tem um monte de novidades você vai amar...
    Beijos, aguardo sua visita.
    www.meuestilogugafernandes.com.br

    ResponderExcluir
  7. Gostei do novo visual do seu blog, super delicado, e pode deixar, já estou seguindo. bjs e sucesso!

    ECLETICUS

    ResponderExcluir
  8. Não conheço.
    Deve servem difícil, mas bem interessante visitar um lugar assim!
    Adorei o post!
    Beijo!
    http://tengavolantes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Lindooo imagina que maravilha ir pra um lugar assim!

    http://camilabiju.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Nossa esse post deve ter dado muito trabalho!
    Bali é lindo demais! Pena que eu não conheço :(
    Quero agradecer imensamente seu comentário! Fico muito feliz!


    beeeeeeeijos!
    rachelfelix.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Infelizmente ainda não conheço Bali, mas com certeza quero muito conhecer!!!!
    Lugar lindo!!!! Merece um super lugar na minha listinha de viagens desejos....
    Beijinhos!!!!

    www.estilodalola.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Que chic o post, parece ser lindo esse país
    Boa semana pra vc!
    by: Veve Pink
    http://portal-pattys.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. muito bom o post, super informativo!
    tenho uma amiga que foi a Bali e ela disse que é inesquecível.adorei as fotos

    beijosss

    ResponderExcluir
  14. que maravilha de luugar! Praias maravilhosas... que quero iir!!! huauhauh

    Tem sorteio rolando no meu blog, da uma passadiinha lá!

    larysilvestre.blogspot.com

    Beijãão!!

    ResponderExcluir
  15. Que lugar incrivel.

    Estou seguindo vocês.
    Se gostar do meu cantinho segue-me.

    Bjos

    ResponderExcluir
  16. Que delícia de lugar!
    Amei as fotos..

    Um beijo,
    http://suavemalicia.blogspot.com/

    Twitter: @suave_malicia

    ResponderExcluir
  17. Roteiro completo enh?!

    Querida, indiquei um post seu no Viés!

    Beijos,
    viesfeminino.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Ain que delíiiciaa!!
    Precisando de férias!
    Beeijo
    www.blogdaleoliveira.com

    ResponderExcluir
  19. Olá!
    Ótimas dicas, o lugar é lindooo!
    Estou seguindo aqui, me segue tbm, vou adorar ;)


    Bjs
    http://bruhworspite.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  20. Que cor de mar lindo de lá!!!
    Adorei as dicas.
    bjs
    Liz

    descedoponei.blogspot.com

    ResponderExcluir